Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De amor não se morre

De amor não se morre

Para que morrer de amor, se é fascinação
tal estado d'alma reflorescer perfumando,
sob o toque de violinos d'incrivel emoção,
sol, encanto e pureza de flor assomando?,

enquant'uma luz raiando na alma graceja,
liberta feito nuvens ao vento aventureiro,
trazendo nas vozes do céu qu'a terra beija,
o bálsam'azul que semeia o santo canteiro!

Pecado é morrer d'amor abdicando a ilusão
d'interpretativas recordações tão zeladas,
paridas n'esperança sigilosa de um Clarão
dos Mistérios mais doces d'almas veladas!,

é renegar a dádiva divina d'altas virtudes,
a paz e a solitude dos murmúrios sorrindo,
doando o frescor das florestas às saudades
remanescentes de esferas puras do mundo!

Amar é ter dentro d'alm'o sorriso soluçado
a cativar canto suave dos pássaros celestes,
e mais que o delírio das camas itinerantes,
é resvalar do prazer e à desventura calado!

E dum amor assim ninguém morre, renasce,
na confiança cega de se entregar imortal,
sem temer que o olhar profano o devasse,
simplesmente forte como rocha essencial,

por sentir na pele o toque supemo de Deus,
confessando qu'adora todos os filhos seus
que o Seu pensamento ouvirem  e seguirem.
Almas perenes,ao beijo eterno se guardem!

Grenoble-Fr-25/05/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 24/05/2006
Código do texto: T161780
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:58)
Inês Marucci