Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rosto que artista algum jamais pintou
Olhos que a ternura bem dotou
Traços dos teus lábios a beijar
Cabelos que o vento vem tocar
 
Indecifrável mulher, pois como um sonho
Invade as madrugadas sem pedir licença
Embriaguez de amor, pois me proponho
Sofrer por ti e ainda sim ter paciência
 
Linhas te envolvendo, pura paz
De ti só quero amor, e nada mais
Linda, é estrela sempre reluzindo
Deusa com o domínio do que sinto
 
Teu sorriso me trazendo inspiração
Menina, doce como a flor
E  na existência, meu legado é te adorar
Aos braços teus...Sem medo de me entregar
O Guardião
Enviado por O Guardião em 26/05/2006
Reeditado em 06/11/2007
Código do texto: T163284
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:55)
O Guardião

Site do Escritor