Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O JOGO DAS INTENÇÕES(Versão dois)

Bola aqui bola acolá
Jogamos em campo neutro
E um pouco ao Deus dará

O ataque sempre foi a melhor defesa
Mas raramente sou capaz de decidir
O que quer que seja
Hesito demasiado onde ir

Sendo o maior problema
Falta que dá direito à expulsão
Jogares da mesma maneira
E assim acabamos num monumental empurrão

Pois desejamos ir para o mesmo lado
Marcar golo na mesma baliza
Esquecendo as mais elementares regras
Não sabendo quem parte e muito menos quem fica

Perdendo pois infinito tempo
Em demasiadas fintas
Escondendo nas mangas trunfos de duvidosa valia
Pois a carta maior que temos é o Joker
Que de nada serve de nada servia
Estando por isso frente a frente
Escravos das nossas paixões
Filhas da indecisão
Netas deste

Jogo de intenções

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 29/05/2006
Código do texto: T165135

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:23)
Miguel Patrício Gomes