Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO VIVER

Viver de sonhos... viver de esperanças...
Um dia após o outro... esperando sua covardia...
Enquanto eu, largada num canto choro...
Por um amor que nem ao menos sei se existe...
Isto não é viver... é vegetar!

Quero um amor que me encante...
Um amor que me traga de volta
A alegria, a palavra doce do meu poetar...

Como numa janela, vejo a vida passar
E ela me acena a cada instante...
Eu... acostumada a sua própria covardia
Acabei me deixando acovardar!

Chega... quero agora uma decisão!
Ou tenho o seu amor inteiro somente meu
Ou enterro meus sentimentos,
Vivendo na vida intensos momentos...
Fazendo musos por onde passar!

Ou me revolto de vez...
Viro poeta revolução...
Falarei de política, de sociedade...
Talvez farei até crônicas de auto ajuda...

Só não quero mesmo viver nesse marasmo...
Sou vida.. quero vida...
Me faço agora rebeldia...
Enquanto espero sua decisão!

Mas não se demore...
A minha paciência é curta...
Luto sempre pelo meu querer...
Se hoje luto por você...
Amanhã posso te esquecer!

Santo André, 15.07.04 - 15:00 h
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 29/05/2006
Código do texto: T165211

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89722 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1046 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:37)
Enloucrescida