Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0709 - Boa noite



É noite nos braços que em vão te esperam,
nos olhos não tem luz, não tem brilho,
não me pertence a noite, nenhuma, não sem ti.

Volto meus pensamentos ao contrário do tempo,
no ontem não lembro nenhum sorriso,
vejo um hoje que me oferecia felicidade.

Tento esquecer o negro da noite,
as palavras que não foram de carinhos,
talvez faço uma reza, não, um pedido simples.
 
Ainda tento voar com minha pouca liberdade,
não sinto o vento, vezes não te sinto,
somente o rosto aparece entre minhas paredes de paixão.

Grite meu nome neste começo de noite,
quebra o ritmo do silêncio que me maltrata,
deixa teu coração guiar tuas vontades.

Está escuro, o céu está carregado de noites tristes,
o espaço do amor ficou vazio,
um lastro de fogo lambe meu peito e não queima.


30/05/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 30/05/2006
Código do texto: T165810
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:35)
Caio Lucas