Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JÁ NADA MAIS...



 









O que adiantaria possuir o infinito
repleto de estrelas.

Viver na expectativa de dias melhores
ou deles querer fazer parte.
Por que procurar a felicidade,
se as diligências
não me conduziram a
um porto seguro,

e tudo que fiz foi  infrutifero?


Qual a razão de querer um bem,
justamente neste estágio da vida,
quando até agora, ninguém quis somar
comigo o que sempre tive para dar?


Qual será o proveito
de colher flores,
compartilhar o seu
perfume com quem?


Gostaria construir um altar
para buscar a paz,
renovar  a fé,
antever dias felizes e
poder curar minhas mazelas.


Como minha alma
apreciaria ouvir
"eu te amo",
no mais profundo
e venturoso momento
de devaneio..



Como gostaria entrelaçar as mãos

com alguém que pudesse chamar de meu bem.

E assim, somente assim,
viajar na extensão de um amor ditoso,

descobrir novos oásis,

porém, já nada mais existe, perdi a esperança,
e agora,
meu olhar encontra-se tão distante...











































































































































 


 
 







Wil
Enviado por Wil em 30/05/2006
Código do texto: T165947
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2616 textos (84556 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:36)
Wil