Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Culpado, não sei:


Culpado, não sei!
Se nada fiz de errado
Meu único erro foi te amar
Porque então sou condenado
A dor e ao sofrimento
Sem chance de me explicar
Pois não queres me ouvir
Não tens tempo e o que diz
Mas andas, sempre por perto.
Visitas, os mesmos lugares.
Sua presença e constante
Sozinha e sem ninguém
Quando eu me aproximo
Você finge que não me vê
Com os olhos baixos, tímidos.
Sem coragem de me enfrentar
Mas deixas, que eu sinta neles.
O amor que tu queres esconder
Este amor que tentas sufocar
Mas tudo o que consegues
E nos condenar ao sofrimento
Porque, eu gostaria de saber.


Volnei Rijo Braga

Pelotas: 01/06/06





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 02/06/2006
Código do texto: T167695
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147475 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:34)
Volnei Rijo Braga