Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***VIDAS PASSADAS***

***VIDAS PASSADAS***

 
 
Onde esta este amor que me consome,
Que me faz perder o sono em noites sem fim,
Onde esta este amor nem sei o seu nome,
Por que mexe com minha alma e me faz sentir assim...
 
Quanto tempo um coração pode agüentar,
Esta dor no peito esta vontade de amar,
Quanto tempo um coração pode agüentar,
Viver sozinho a luz de velas na penumbra da espera...
 
Esta distancia pode ate nos cegar,
Deixando dentro de nós um rio de lágrimas pra chorar,
Mas os nossos corações irão sempre resistir,
Pois nada neste mundo poderá nos destruir...
 
O amor que temos e mais forte que a morte,
Já passou por outras vidas esperando uma saída,
E mesmo que o destino ou a distancia tente nos separar,
A gente vai se reencontrar...E mesmo que seja...
Através de sonhos nós iremos novamente juntinhos ficar...
 
Com teu sorriso muitas vezes sonhei,
E mesmo sem conhecer muito te desejei,
Afaguei teus cabelos, rocei meus lábios nos teus.
E nestes Lençóis de seda senti o perfume teu...
 
Foram fantasias alucinadas lindas noites de amor,
Que vivi em um passado distante nos braços teus,
E a vida, veio agora me mostrar através de uma telinha!
Que não foram sonhos...Nem loucuras... Você um dia já foi meu...Só meu...

 


http://nadirvilela.multiply.com/journal/item/389


 

Autoria: Nadir Vilela
(direitos autorais reservados)
Em 02-06-2006 Brasil-Itatiaia-Penedo

 

Nadir Vilela Poetisa
Enviado por Nadir Vilela Poetisa em 02/06/2006
Código do texto: T168336

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir Vilela Poetisa
Itatiaia - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
572 textos (84745 leituras)
63 áudios (23024 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:09)
Nadir Vilela Poetisa