Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÚMPLICES DE NÓS

Engraçado
Alguém me disse que ele
Era um cara sacana, muito louco
Uma visita do século
Dos meus sonhos
Preparei o rock pauleira
A vodka, a saia, a esteira
Tomei uma dose pra me encorajar!
Até que enfim ele me percebeu,
Pensei.
Não importava como era
O que gostava, seria cúmplice dele
A luz apagada, a hora marcada
O Whisky no copo, batatas fritas
Cabelos new wave E algumas pulseiras de aço.
O clima era formidável!
De repente a campainha tocou
Num relâmpago a porta estava aberta
E a minha frente um terno, uma gravata
Um par de sapatos finos
Perfume quase francês e um sorriso lindo.
Ele queria me conquistar!
Foi meu cúmplice
Fantasiou-se ao meu gosto.
Olhamo-nos e não deu pra segurar o riso.
Sim, éramos cúmplices de nós
E por instantes
No momento da conquista
Até trocamos de identidade.
Éramos sacanas
Muito loucos
Queríamos  nos conquistar.
Engraçado!
Eu te amo, nos amamos.

angela soeiro
Enviado por angela soeiro em 05/06/2006
Código do texto: T169679
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
angela soeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
88 textos (3360 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:00)
angela soeiro