Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dar-te-ei Várias Rosas


Perguntaste-me o que te darei no dia 12 de Junho,
Digo-te que o que mais retrata o meu amor são as rosas,
Rosas brancas, rosas azuis, rosas vermelhas, rosas rosas,
Mergulhar-te-ei num oceano colorido de flores cheirosas.

Encomendar-te-ei um caminhão com essa carga,
Ora... ainda julgo que seja muito pouco para ti,
Sois a mulher da minha vida, sabes o que és pra mim,
É no teu sorriso e nos teus olhos que encontro morada.

Mulher amada que chora quando se afasta de mim,
Que promete-me amor eterno, fidelidade eterna,
Que homem não ficaria feliz ao ouvir essas palavras?
Portanto, dar-te-ei o que puder, sois tudo pra mim.

Nas rosas brancas retrato a sua pele,
Nas rosas azuis retrato a paz que me transmites,
E nas vermelhas a paixão que me ofereces.
Dar-te-ei várias rosas, cobrirei tua epiderme.

Eis aí os versos que ofereço a minha amada,
Mulher que é meu porto seguro, motivo do meu sorriso,
Que proporcionou a minha alma um paradisíaco abrigo,
E que deu serenidade ao meu coração, ó criatura abençoada.

Enquanto a maioria dos meus versos crio do meu imaginário,
Este eu extraio dos labirintos do meu sincero coração,
A fim de que todos saibam que és o Sol do meu verão,
E colocastes um termo ao meu angustiante itinerário.
Portanto, dar-te-ei várias, incontáveis, montanhas de rosas,
Para que percebas o que fizeste com a minha vida.




Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 05/06/2006
Reeditado em 07/06/2006
Código do texto: T169945
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55926 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:55)
Fábio Pacheco