Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANIA

Por várias vezes,
tentei fugir dos meus sonhos,
não desejava mais, ouvir o tilintar
dos sinos,
constantes enfeites
de minha maneira de amar.
 
Tentei modificar
os caminhos,
 para que nada fosse lembrado,
incluindo os folguedos,
dos momentos em que
perdíamos a razão...
 
Como símbolo de uma desventura,
implantei em mim o fragor
de um clamor,
apenas como forma de atenuar
os gemidos,
 provocados pela dor
de uma desunião.
 
Nada se modificou,
deserto indelével,
incluindo a velha jarra estreita,
que ainda exibe as flores
secas sobre a mesa.
 
Continuo errante
com hábitos inveterados,
convivo combatendo procelas.
Suponho que nem mesmo
pedindo auxilio às musas
do imaginário, encontrarei solução,
prá deixar de te amar...

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Wil
Enviado por Wil em 06/06/2006
Código do texto: T170397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:54)
Wil