Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porque? Para que?

Porque? Para que?
Porque esconder o que sinto
se nada disso importa.
Se para você o meu sentimento
nada mais é que uma simples ilusão.


Porque tentar manter guardado

uma coisa que não pode ferir
e que ma faz agir
como louca, sem medos e sem receios.
Porque continuar a fingir
que você para mim é só um amigo
se dentro do peito
eu sei a verdade e sofro com isso.
Para que tentar mudar o destino
se foi ele que trouxe comigo
tanto bem querer e tanto sofrer.
Para que continuar insistindo
se você faz de conta que eu não existo.
Para que alimentar o ego
de alguém que espero
e que nunca se dá.
Aonde encontrar elementos para justificar o amor
que sinto, se tudo não passa de um sonho só meu.
Continuo sonhando sozinha
pelas madrugadas a fora
na esperança de que um dia
você perceba que o maior de todos
os elementos está no meu coração.


Se por acaso nesse dia você me quiser,
pode ser que não o queira
porque já cansei de esperar.


Para que chorar, se minhas lágrimas não
te comovem?
Sigo rindo então e fazendo piada do meu coração.
Te sinto todo os dias, tão próximo
e ao mesmo tempo tão inatingível.

Não sei se fico ou se corro,
não sei se me confesso ou se morro.
Porque sentir tanto amor e não poder dar?
Para que sentir sem compartilhar?
Melhor seria esquecer tudo isso
e começar de novo, mas como
se começar de novo,

É novamente voltar a te querer!
Fugir de mim , talvez seja a solução.
Esquecer que aqui dentro tem um coração!

Preciso compactar tudo isso e
tentar transformar em somente lembranças,
mais para que?

 Se elas serão só minhas.
Convivo com tudo isso de forma conflitante.
Quero você, mais não quero me perder.
E me perder como?

Se ainda não me achei,
continuo esperando o dia que tudo
será expulso de dentro de mim
E vou gritar , não sei se de dor ou amor
mais vou gritar alto.
Quem sabe nesse dia, seu coração me escute
e se escutar e conseguir compreender
vai ver quanto tempo perdeu e quanto
poderia ter sido diferente.


Sei que você não vai ler nem ouvir esse desabafo
mais serve pra que eu mesma sinta o quanto estou
perdida.
Não vou pedir e nem implorar
vou continuar a sorrir e
dizer que a vida é mesmo assim
uns nascem para amar, outros apenas
para serem amados.
Que o meu amor nunca lhe traga inconvenientes
pois ele só quer te ver sempre feliz.
Acho que sou diferente, amo tanto
que até a sua felicidade me acalanta
talvez seja isso, o meu amor é diferente
porque é amor de alma, amor de gente


Sonhar não é proibido
posso sonhar com o que quiser,
então continuo me alimentando deles.
Até quem sabe um dia, não seja
só o meu sonho e sim o nosso.
Nesse dia, tudo pode acontecer
posso virar fera e te enlouquecer
Cuidado comigo querido
Sou gata mansa
mais posso virar onça
em um atroz gemido!
LoucaporPoesia
Enviado por LoucaporPoesia em 06/06/2006
Reeditado em 27/02/2007
Código do texto: T170423

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LoucaporPoesia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LoucaporPoesia
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
524 textos (104803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:14)
LoucaporPoesia