Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rosas e Punhais



             Rosas e Punhais

A cada hora que passa o tempo me mata mais
no trajeto circular onde crava seus punhais.

A vida prepara a rosa que vive exilada em ti
depondo o gume das horas no itinerário do amor.

E tudo que a gente vive, todo dia se desfaz
a cada hora que passa feita de rosa e punhais.

É morrendo que se vive pela senda dos segundos,
só o amor nos eterniza no que fica de infinito

(Em cada quarto de lua jogo pétalas na colcha...)

Embora o tempo me mate, silencioso e corrosivo,
esqueço os punhais que ferem, é pelas rosas que vivo.

Não temo a morte que vive naquilo que me arrebata
é pior viver sem amor, pois essa vida é que mata.

Enquanto sofro distâncias dos sítios além dos cerros
tu te perfumas de flores pra vida que eu vivo em ti.

O tempo impõe seu regime à existência de flor
porém o tempo não pode com a natureza do amor.

(Em cada quarto de légua estendo lençóis na sombra...)

O que em mim vive de ti o tempo não apunhala,
pois a rosa que te habita é metáfora de céu.

De tanto que já morri, aprendi nascer de novo
e viver do que me resta no exílio do amor.

Naquilo que o tempo fere fica sempre cicatriz ,
cada um sabe onde morre no hora de ser feliz.

Se a vida joga punhais, meu coração é o alvo...
quando as lâminas me matam, as tuas rosas me salvam.

(Em cada quarto de hora perfumo a cama pra ti...)


Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 08/06/2006
Código do texto: T171446

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:48)
Vaine Darde