Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor nosso de cada dia


 
 
O ontem me apresentou ilusão, pensei ser feliz,
abri asas, desfiz sombras na luz clara de cada dia,
revi os olhos que me olhavam, apaixonei-me,
fui mulher, pensei ser lúcida na loucura ensaiada que me trazia.
 
 
Pensei ontem, em sombras vi a vida trancada,
 desfiz os sonhos torpes querendo tirar-me à vida,
em sentimentos profundos, empenhei-me na força que vi surgir.
e lancei-me ao mais alto vôo que minhas asas suportaram.
 
 
Corri, achei o que não buscava, senti a dor,
cai, sofri, fui o náufrago ao ver seu navio partir,
revirei a lama que tingia minha pele
misturando-se ao sangue que carrego.
 
 
Desfiz dos ontens vestidos de ilusão,
disse não aos sonhos que me tiravam a razão,
renasci na luz que os céus abençoaram no amor esperado,
onde hoje em chama vivo em paixão.
 
 
Juntei-me ao anjo que do meu vôo se aproximou,
entreguei-me à luz que do seu corpo tocava o meu,
refiz os princípios norteando meus conceitos
apropriando-me da vida que para mim novamente sorria.
 
 
Vivo meu hoje no amor nosso de cada dia,
sei dos detalhes desse corpo de anjo que amante me protege e ilumina,
vou nas asas que o vento me traz,
nas correntezas do seu mar sou areia onde em ondas seu corpo abriga.
 
 
12/05/2006

Aisha
Enviado por Aisha em 08/06/2006
Código do texto: T171785
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35175 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:27)
Aisha