Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao te amar eu me apaixono

Uma lágrima molha-me o rosto
Quando te tenho em meus braços,
Quando do teu beijo provo o gosto.

Outra lágrima em mesma face
Quando em nossos corpos grudamos,
E em chamas nosso amor renasce.

Não se trata de romantismo,
De um puro e bobo sentimentalismo.
É que ao te amar... Me apaixono.

Desculpe-me se faltam versos
E se com palavras não expresso
O estar-se preso em teus braços.

Não te zangues se não sou Cortez,
Se não te faço um belo canto
Como à sua amada Salomão o fez.

Perdoe-me, tenho apenas uma lágrima
Para quando teus olhos fitam os meus,
Para quando dizes que me ama.

É que ao te amar eu me apaixono
E com uma lágrima te digo: eu te amo.
       

       
Rivelino Matos
Enviado por Rivelino Matos em 08/06/2006
Reeditado em 11/04/2010
Código do texto: T171914

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivelino Matos
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
124 textos (6775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:39)
Rivelino Matos