Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Madrigal Para Clarissa

Porque a poesia necessita de ti,
o amor, em mim, gritou teu nome:
três sílabas de luz,
três acordes de clarim e sal.
E o verso (o verso triste em desatino)
teve crises de ternura
e visões de anjo marinho.

O mar, que se vestiu de esmeraldas
e campanários submersos
para celebrar tua presença,
despedaçou-se em jade aflito...
Já de tarde percebi
toda solidão marinha
conspirando contra mim.

Há mar demais à tua espera
e a poesia ainda busca
as pegadas dos teus pés
no deserto das areias.

Hoje eu sei
porque o mar
sussurra desatinado
nas conchas abandonadas...

O mar, sem ti,
e apenas um território imensurável
de tristeza e solidão.

As gaivotas voam sem rumo
e, de repente, pousam em bando
sobre a tua ausência na areia.

Há apenas vento
e neblina, e maré-cheia.
A praia não é a mesma,
o mesmo mar não é o mesmo,
tudo em mim transcorre igual...

Não fosse a poesia gritar teu nome
nos meus versos
eu não saberia mais do verão
nem teria, no inverno,
uma lembrança boa
para acompanhar
o vinho, os sonhos...
Em toda aurora
eu tenho o mar junto à janela
e uma esperança desmedida.
Em todo ocaso
a névoa veste de noiva a solidão,
 joga véus de seda fria na vidraça
e a vidraça, nublada,
chora lágrimas de sal.

O mar desconsolado
- O mar é todo amor -
cobriu com pérolas de espuma
tua ausência na areia...
O vento sul invade a solidão das noites
e vem gritar teu nome
nas folhas das casuarinas.

As ondas tingiram-se de óleo,
o sol perdeu o brilho,
a lua vestiu-se de seda gris...
Há um silêncio inconformado
sobre as dunas,
uma ressaca de saudade
na lembrança das manhãs.

O inverno será pleno
de tristeza e solidão.

Ah, estrela-do-mar,
o oceano sou eu!




Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 10/06/2006
Código do texto: T172867

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:26)
Vaine Darde