Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Te dou todos os meus Dezessete anos



Te amo com o mesmo fervor de quando tinha dezessete anos
De idade, quando eu galinha, galinha ao pensar seu
Eu vou seguindo, ciscando e sentindo teu coração
Eu tenho um segredo, que já diversas vezes te contei
Esta noite eu me lembrei

Te amo com o mesmo fervor de que não gosto
Das coisas que digo, te amo por dentro e aposto
Apesar de todo o amor que eles tem somado
Não dá um do teu amor o que tenho a outros ao quadrado

Te amo tanto quanto te amo e as vezes
É difícil acreditar, é difícil como no instante
Te conquistar, eu que o diga, o tenho até hoje
Tento de amigo promover-me a teu amante

Te amo como um quatro-por-quatro
E você me vê como um “um-sete-um”
Você me vê como o mal do mundo
Como se fosse uma adulterada gasolina comum

Te amo como sempre repito teu nome
Às estrelas muitas, tento cantar
E sei que você torce agora pra este poema acabar
Realizo teu desejo, tua ordem aqui vai terminar.

Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 10/06/2006
Código do texto: T172932

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:02)
Andrié Silva