Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO SEMPRE

Ah, se pelo menos passasse
por tua mente do que eu seria capaz.
Para que compreendas,
seria como um selvagem
despetalando uma flor...


Se soubesse de minhas ânsias,
dos desejos escondidos,
a vontade de estar ao teu lado
para poder adormecer no infinito...


Se conhecesse os caprichos
da minha imaginação quando
mordendo teus lábios,
só para ouvir repetidas vezes
"quero mais"...

Não, creio que nada sabes,
que nada sentes
afinal, existe uma força chamada
ausência....

Por fim, somente eu e o despetalar
da flor,
como sempre,
vivendo de mentiras.






 



























Wil
Enviado por Wil em 10/06/2006
Código do texto: T173090
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:56)
Wil