Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Há tempos q não vejo,

Há tempos q não vejo,
sobretudo, o brilho dos teus olhos
sim, sei q existem,
já os vi uma vez;
os olhos - as janelas da alma
sei q vi algo
pretensão minha eu sei
dizer q ao menos uma vez
fui eu que os causei
sei q isso não é verdade
mas confesso; gostaria de ter feito
também sei q errei
tentando trazer de novo esse brilho
a você
poderia te dizer várias coisas
poderia fazer varias coisas
mas prefiro aguardar, esperar
mas preciso também:
te dizer, te lembrar
que se em algum dia você precisar
ou se algo venha fazer tal brilho se apagar
basta abrir os olhos, olhar,
e lembrar (...)
Animus
Enviado por Animus em 11/06/2006
Reeditado em 12/06/2006
Código do texto: T173527
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Animus
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 28 anos
46 textos (3143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:25)
Animus