Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Margarida

As meninas dos meus olhos
hoje estão desconsoladas
pois teus olhos de menina
brilham noutras madrugadas.

Que dizer para os meus olhos
que não vêem outras mulheres
e chorosos se desfolham
em noturnos malmequeres?

Vertem lágrimas parceiras,
os meus olhos choram luto,
são flores de laranjeira
que vão morrer sem dar frutos...

Eu tenho os olhos vermelhos,
de saudade me desfolho...
Pois só tu és o espelho
das meninsa dos meus olhos.

Vem que a vida desespera
nesta ausência desmedida,
nunca mais fui primavera
sem teus olhos, Margarida!



Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 15/06/2006
Código do texto: T175990

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:47)
Vaine Darde