Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encontro ao amanhecer:


E madrugada
Não consigo dormir
O sono não vem, estou só.
O silencio me incomoda
Pela janela eu olho a rua
Lá não se vê ninguém
Às vezes um vulto solitário
Quase despercebido surge
Mas logo desaparece.
A noite vai avançando.
Minha solidão aumentando
O telefone toca, me assusto.
Quem será a esta hora.
Pego o telefone e penso
Será que estou sonhando
Não, tem alguém no outro lado.
Querendo falar comigo.
Pede desculpas e me diz
Que apenas quer conversar
Por isso discou um numero,
Ao acaso, o acaso fui eu.
Sem problema lhe respondi
Foi bom ouvir sua voz
Pois também estou sozinho
Diz o que vamos fazer agora
Conversar, ou nos encontrarmos.
Em algum lugar da cidade
Sei que vais dizer que e tarde
Mas nunca e tarde de mais
Para duas pessoas se conhecer
Topas, um encontro ao amanhecer.

Volnei Rijo Braga

Pelotas: 15/06/06





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 16/06/2006
Código do texto: T176292
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147473 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:46)
Volnei Rijo Braga