Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a vapor

solta a língua,
espreita um sonho
um olhar na poeira das nuvens...
navio aportando ,
veleiro vagando no oceano dessa avassaladora paixão.
não há verão porque o gosto amargo fere o paladar

não há devaneios.
ele não veio, o aeroporto fechou.

um adeus...
minhas luvas de seda sobre a cadeira.

êxtase profundo.
no mundo , o amor se afogou
em minhas últimas lágrimas.

          gardênia
gardênia
Enviado por gardênia em 16/06/2006
Código do texto: T176680
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
gardênia
São Paulo - São Paulo - Brasil
394 textos (11479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:52)
gardênia