Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FRAGRANTE ORAÇÃO

Outro dia, e sobre isso
ninguém  sabe,
flagrei-me pedindo aos céus
para que nunca tirasse
quem amava de meus braços.
 
 
Em minha prece, dizia eu
que se esse infortúnio
ocorresse, seria mais
um perdido
na penúria da desgraça.
 
Lembro  ainda,  mesmo
mergulhado em minhas lágrimas,
que balbuciando comentei
que por segurança, havia depositado
em seu coração a minha alma,
e assim,como existir sem ela...
 
E depois, como respirar
se minha flor preferida,
fosse conduzida
para um jardim distante,
e como deixar de sentir
seu olor.
 
De que maneira subsistir
na escuridão
sem minha luz,
como adormecer
sem ter a certeza de um
novo amanhecer.
 
Perdão por querer tanto,
por torná-la
o fôlego da vida , por
idealizar todo o seu ser
somente com abraços abertos,
prontos
para o meu seguro descanso.
 
 
Em minha súplica roguei ainda,
que  se houvesse uma interrupção em nosso
sentimento, por imposição  de um termo, que
eu não fosse deixado para trás,
mas que fosse levado
junto com minha amada.
 
 
 
 
 
 
     

 


 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


il.terra.com.br/
Wil
Enviado por Wil em 16/06/2006
Código do texto: T176794
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
Wil