Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NEM POETA SOU!

E um dia me imaginei poeta... acreditei!
Sai em busca de toda poesia... viajei!
E com minha alma feminina, me apaixonei!


Querendo entender os poetas, as suas palavras...
Sai madrugada afora... tentando ouvir estrelas...
E nem mesmo as constelações consegui ver!

Buscando as flores dos jardins, percorri vários espaços...
Me deparei com lindo colorido, flores majestosas...
Mas a única coisa que colhi, foram pedras no caminho!

Mas o sonho de ser poeta, de saber me traduzir
Me fez tentar colher as pérolas falantes de Arthur da Távola...
E foi nesse dia que eu Enloucresci!

Mas mesmo enloucrescendo, não me traduzi...
Não consegui fazer aquele que eu queria que entendesse...
Saber, compreender o sentimento que me movia!

Não a ponto de persegui-lo... de causar algum mal
E sim de fazê-lo  meu muso, meu homem
Apenas tentando tornar essa energia imortal!

Não errei o sentimento que carrego no coração...
E sim em me imaginar poeta, dona das palavras, da tradução...
Mas o amor existe...está enclausurado, esperando tocar seu coração!

Será que um dia ouvirei estrelas?
Ou escutarei as pérolas falantes?
Será que um dia serei poeta?
Ou viverei pelos cantos?... tentando!

Santo André, 18.10.04 - 20:00 h
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 16/06/2006
Código do texto: T176831

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89716 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:25)
Enloucrescida