Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abandono?

Se hoje me comporto como um beija-flor,
de flor em flor a pairar...
Não sei porque temes o meu silêncio,mesmo assim,
se sou tão responsável pelo tanto que temos a falar!
Mesmo que nossas palavras não estejam embebidas
por sentimentos de amor,
exalam vida!
E não estão de sentidos desprovidas!
Não sei por que temes um abandono,
se não posso te abandonar,
e você mesmo despercebida,
faz parte de minha vida,
e comigo sempre vai estar!
Se nossos corpos não se aninham para o amar,
um no outro,
nossas almas estão afinadas...
Se nossas bocas não se calam ante beijos,
não sei por que devam se calar!
Enquanto o amar do corpo,
Pode até ser carcere e carcereiro,
o amor que te dedico é de outra estirpe,
não me tolhe pensamentos,
sentimentos,
movimentos!
Não me cala a voz sob qualquer medida,
não me limita a vida!
Se amantes não somos nem seremos,
não vejo por que não sejamos amigos,
irmãos, não sermos!
Deixemos correr o rio da vida...
Naveguemos...
Deixemos a vida nos navegar!

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 18/06/2006
Reeditado em 18/06/2006
Código do texto: T177621
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173725 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:56)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor