Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É só o amor "ancorar"

Tudo andava tão sereno
Como noite fria sem luar
O vento forte e o relento
Sem motivos para navegar

A manhã sempre tão cinza
E eu sem vontade viver
Uma vida tão vazia
Até encontrar você

Suas palavras tão sensatas
Eu sem coragem de falar
Que seus olhos me faziam
Todo dia navegar

Sonhar acordado
Agora fica tão constante
E o que foi cinza e nublado
Vira um dia radiante

Sei que já podia
Com meu barco visitar
As estrelas lá do céu
E as que moram lá no mar

Você não imagina
Quantos lugares visitei
Fui cometa em universo
Em castelos fui rei

E a vontade era tão grande
De tantos lugares visitar
Nada que se compare à vontade
De no seu coração ancorar
Denio Limeira
Enviado por Denio Limeira em 21/06/2006
Reeditado em 03/08/2006
Código do texto: T179640
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Denio Limeira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
82 textos (4873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:46)
Denio Limeira