Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0720 - Grito de amor




É apenas mais uma noite, não quero despedida,
recordo seu rosto abandonado na hora de partir,
nesta hora ouço um nome levado pelo vento,
o som é forte como os braços que nos embalaram,
um grito invade a sala, a vida responde aos berros.


Solto no ar um perfume característico de mulher,
suave como suas mãos rolando sobre meu rosto,
um vermelho brota como paixão,
talvez seja de sonhos ou dores de saudades,
levantei muralhas à volta dos meus sentimentos.


Tudo é grande demais, infinito demais,
não é um pensamento qualquer que vem a mente,
mulher minha, mostra sua alma,
mostra seu corpo ao menos uma vez esta noite,
serei um pássaro solto neste seu céu de paixão.


Volto a ser esperança entre um e outro dia,
as palavras ficam paradas esperando a promessa,
fique, não importa as condições, o hoje chegou,
nosso amor tem encantos, sonhos,
limpei o peito de escombros, sou agora seu servidor.


A hora está cada vez mais próxima,
abandone seus antigos desejos, não os sonhos,
traga-os, realizaremos depois das sombras, juntos, a dois,
até que todas as noites juntas se acabem,
eu e você, um amor que caminha até o infinito.


21/06/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 21/06/2006
Código do texto: T179669
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:26)
Caio Lucas