Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança

Há de se  sangrar a alma,
Na busca enlouquecida, sofrida,
Do teu sorriso quente,
Da tua boca doce,  adormecida,
Com o beijo ardente, fremente
Que sei que, a ti,  não  dei.

Há de se  sangrar a alma,
Com o gosto amargo de ter
Um  desejo incontido, temido,
Não resolvido e perdido
Na imensidão do querer...

Há de se sangrar a alma,
E até desfalecer,
Na dor do te encontrar
E não poder te olhar,
E não poder te ver;
No estar entrelaçada em ti
E, em ti, não poder estar,
E, em ti, não poder ser...

Mas há de se curar a alma,
Com tua presença mágica,
Com tuas palavras-sonho,
Com teu ardente olhar...
E há de se  acabar com essa agonia,
Com  essa   longa espera, que angustia,
Em mim, um dia,  há de se findar...

Do olhar-névoa  restará nem a saudade...

Olhar-estrela, olhar-encontro,
Olhar-mesma-direção,
São esses os olhares que ficarão...



SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 22/06/2006
Código do texto: T180414

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
942 textos (29988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:12)
SueliFajardo