Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Renascimento


Gosto de te amar pela manhã
quando despertas lânguida e pura,
quando ninguém ainda te viu
e os meus olhos te descobrem,
nascida com o dia,
trêmula de luz entre os lençóis,
para que eu saiba de ti antes de todos.

Depois te perco,
vais viver em outras vidas,
outros olhos se encantam
com o fascínio que exerces.
Sei do pânico que causas
aos olhares que te fitam,
aos que em mim te desconhecem
e me furtam primaveras
toda vez que tu sorris.

Gosto de te amar pela manhã
quando nada, além de nós,
tange o arco da aurora.
Quando saio do teu ventre
Para que me dês a luz...


Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 22/06/2006
Código do texto: T180510

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:01)
Vaine Darde