Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor perdido

Amor perdido

Um amor perdido que nunca se renova
Jamais se esquece pelas ondas do pensamento
Galga os rumos mais distantes
Ate que deles não se faça mais historia ou mero conto

Não me apresentei como um rei ou mago
Mas sim como um simples homem capaz de amar
Tudo o que te dei não foi em troca de nada
E tantas coisas perdi por sua causa inesperada

Caminhei pelas trevas e não vi onde pisava
Disse a mim mesmo que te amava mas mal sabia que caia no fogo da desilusão
Caminhei descalço onde muitos já perderam seus pés antes de mim
E procurei estar bem longe daquilo que realmente sentia

Tudo o que eu pude eu fiz por você
Dei tudo de mim  e vendi minha alma ao céu
Profetizei com as palavras o que as estrelas me ditavam

A tua imagem é a semelhança de mim mesmo ao extremo
Cheguei ao ponto de me flagelar só pra te ter junto de mim
A inconstância da minha vida equivale a morte
Na qual não sei por onde começar ou como terminar

Perdido eu sempre estarei sem você do meu lado
Por entre as nuvens negras da tempestade infernal eu me desprotegerei

A tão sonhada vela que não se apaga termina a cada instante
E das torres do mais alto castelo eu vejo tudo passar
Tudo se acabar como eu previa
E assisti sua vida com outros
Te vi ser feliz e nada pude fazer
Te vi chorar e não senti vontade de te segurar

Agora mesmo eu estou em prantos profundos
E sequer faço menção de te esconder isso
Seria impossível negar o que você tem de mim
Seria impossível acreditar que um dia você esteve junto de mim

Esmaguei meu coração com a vontade de te ter
Afligi meu coração e com isso não sonhei
Segurei tudo o que eu tinha pra não mais voltar ao meu estado inicial
Só pra viver com você uma nova paixão
Enquanto você assiste a tudo do mais longo camarote
Enquanto eu me desvaneço na morte
E me entrego á minha trôpega solidão mortífera
Que me faz viver cada vez mais consigo mesmo
Sem que você saiba em seus sonos profanos
Em suas lendas inacabadas
Em suas historias de medo e terror

Cada gesto seu se reflete nos meus
Cada palavra que dizes não é nada alem da minha representação pessoal
Tudo o que você respira remete a mim

A inconstância dos teus atos não é nada parecido com a vontade de odiar alguém
Construí medidas para não ser pesado
Edifiquei minhas saídas para não ser maltratado
E hoje estou aqui
Perdido em você
Sem você estar aqui
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 24/06/2006
Código do texto: T181429
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70518 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:16)
Rônaldy Lemos