Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cura



Grotesca e obscura tristeza,
Vieste trazer a escuridão à alma iluminada.
Encontraste o caminho certo e consomes
Todo vento suave, que sopra esperança;
Toda a calmaria do mar, que inunda o ser;
Toda a beleza da noite, que constrói sonhos.

Alma adoecida:
Chora orvalho sobre
As asas do Anjo...
Olha desilusão, desencanto
No infinito céu de sua íris.
Coração dilacerado,
Adormecido entre nuvens:
Sono eterno...
Resta, à alma, o palor
De um grito.
Derradeiro grito de socorro:
-Vem! Cura minh’alma com teu amor!
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 24/06/2006
Código do texto: T181788

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
942 textos (29987 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:57)
SueliFajardo