Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISIONEIRO DA LIBERDADE

PRISIONEIRO DA LIBERDADE

Quando ao seu encontro
fui conhecer a poesia
que homenageou a vida,
encontrei um sorriso,
que fez renascer
um futuro que não existe.

Seu jeito simples,
um olhar doce,
despertou um sonho,
de um amor
que não pode viver
uma paixão.

O coração cultivou
uma esperança,
onde a colheita
se perdera,
quando a realidade
acordar,
nos braços de
uma verdade
que faz do coração
um nó de emoção...

Um beijo que
não pode ser dado,
um carinho abafado
e uma magoa escondida
por um abraço
que não pode ser
completado com o amor...

Dói, quando se tem chance
de amar, e fica prisioneiro
da liberdade de uma vida
que perdeu o prazer
do mundo, para se encontrar
com a paz que é a fonte
da sobrvivencia....

poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 25/06/2006
Código do texto: T182259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (146765 leituras)
186 e-livros (26763 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:07)
poeta da paz