Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REZO POR TI A TODAS AS HORAS

A ti, a mais sublime entre as sublimes
REZO POR TI A TODAS AS HORAS

Mesmo quando o tempo se arrasta
Quando demoras
Porque chegas sempre na altura certa

Rezo por ti a todas as horas

Quando o peso das estrelas é demasiado grande
Pela madrugada fora
Esperando o teu bem

Rezo por ti a todas as horas

Porque estás algures
No caminho entre a alma e o coração
Velo por ti
Com toda a minha devoção

Ao sol que se eleva
À Lua que nasce
Tento secar as tuas lágrimas
E sublimar os sorrisos
Porque o meu tempo
Foi algo que paraste
No momento que te vi
Mas sobretudo senti
As coisas perderam
E ganharam sentido
Pois nada interessou mais
Pois apenas queria
Que ficasses comigo
Por um segundo
Pela eternidade
Pelo que quiseres
Pois para mim é sagrada
A tua interioridade
Por ti ressuscitei o credo
Em terra de pobres videntes
Deixei de ser cego
Pois vejo-te bem
Pelo infinito e por isso te digo: vamos por ele juntos embora
No meu promontório intimo

Rezo por ti a todas as horas
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 26/06/2006
Reeditado em 26/06/2006
Código do texto: T182497

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:16)
Miguel Patrício Gomes