Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todo Esse Amor, Todo Esse Mar

Todo esse amor não cabe numa frase
Toda a água do mar não cabe numa concha.

Se todo esse amor não cabe numa frase
Por que há quem insiste que apenas dizer
O que sente seja uma forma de demonstrar?

Se toda a água do mar não cabe numa concha
E mesmo assim quando colocamos no ouvido
Ouvimos um barulho parecido com o mar.

Eu te amo a todo instante
Mas dizer não é o bastante
Querer estar sempre constante
É um exagero, e exagero não significa amor
Exagero é insegurança.

Amar quem está distante,
Saber suportar a saudade
Que doe na alma de forma incessante
É uma forma de demonstrar que há amor.

Todo esse amor cabe dentro dos oceanos
Toda a água do mar cabe dentro desse amor
Mas ainda assim não saberemos o que cabe no quê!

Quando me banho nas águas desse mar eu me renovo e me refaço
Quando sinto o amor, eu faço tudo mudar, sinto prazer até no respirar.
 
Todo esse amor
Todo esse mar
Dá uma idéia maluca
De querer banhar-me
Somente de amor.

25/06/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 26/06/2006
Código do texto: T182609
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42676 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:24)
Miguel Rodrigues