Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POETISA E O VELEIRO

Hoje não sinto, nem sou sentida...
Hoje não brilho, não tenho luz...
Não sou lua, não sou sol...
Sou apenas poesia
no interior de um veleiro,
que o tempo envelheceu
em qualquer porto ancorado.

Hoje, sou uma poetisa a mais
que canta para o vento...
Sou uma poetisa a mais que pisou
em teu convés...

Como um sopro de vida, fiz balançar
sob as velas, a tua carcaça..
Pisei em teu convés para içar-te as velas..
Pintar teu mundo com as cores do arco-íris..
Salpicar estrelas como fogos de artifício,
colorir teu céu escuro.
Levar um raio de sol para aquecê-lo
como um agasalho a envolver uma criança.

Hoje, sou uma poetisa a mais
que canta para o vento...
Sou uma poetisa a mais que pisou
em teu convés...
 
Que tentou num ato de esperança,
fazer soltar tuas amarras...
Numa viagem impetuasa de sonhos,
quis carregá-lo mar afora.

Majestoso veleiro, quis mostrar-te,
que se a vida é vida ainda quando morte,
logo esta  tem sabor de vida,
então prove-a por inteiro.

Quando o mar estiver em calmaria
olhe para o céu, verás a poetisa,
personificada num pássaro,
voando na mais profunda intimidade
com tudo o que é perene..
Lembrarás da passagem dela por ai!!

Tenha por certeza,
Ela espera a hora de renascer...
Num porto distante encontrará, a poetiza,
um veleiro reformado,
majestoso enfeitando o mar azul...
Suave em seu velejar e flexivel no seu pensar!!
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 26/06/2006
Código do texto: T182953
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marlene Constantino
São Paulo - São Paulo - Brasil
484 textos (15205 leituras)
42 áudios (3641 audições)
1 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:23)
Marlene Constantino

Site do Escritor