Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anjo


 
Sou anjo que chega reclamando seu céu,
pouso minhas asas sobre os pecados que seu corpo tomou,
 dou-lhe a visão que tem por muito negado,
e os amores aos quais um dia se entregou.
 
 
Lembranças paridas em um quarto de revista,
avenidas, tintas, parafinas de velas esquecidas,
amores sem cores em tetos descorados por lágrimas escondidas
falam das vestes rasgadas em completa agonia.
 
 
Sou anjo e reclamo o que é meu,
quero o corpo que cantou amor,
a alma que alimentou o sonho sem cor,
quero a vida que vivia no tempo em que amor me prometeu.
 
 
Conquisto seu templo antes profanado por falsos credos,
sou novo mandamento escrito na lei do amor,
novo princípio, preceito reconstruído
sob muralhas mortas onde em vida lhe espero.
 
 
Sou anjo entregue aos desejos do amor,
em mim o recomeço, seu corpo, meu meio,
um grito, o gozo edificando conceito
e novo vôo no corpo que clama com ardor.
 
 
22/05/2006

Aisha
Enviado por Aisha em 27/06/2006
Código do texto: T183245
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35175 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:58)
Aisha