Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA NOSSA IDADE!


Na verdade, na nossa idade,
Estamos mesmo precisando
de um amor assim, devastador,
Tântrico, um amor que mexe,
Remexe, vire-nos ao avesso,
Assuste e dê medos!

São sentimentos nossos, únicos,
Sensações jamais experimentadas,
São vontades desconhecidas,
Desejos nunca saciados.

Um amor assim dá medo!

E quando nele somos envolvidos,
Sentimos a todo instante a sensação de perda,
Perdemos o chão, perdemos o teto, perdemos
todos os parâmetros, porque, não queremos,
Não podemos, compará-lo com nada,
Ao menos se quer medi-lo.

Um amor assim como o meu e o seu,
Não se compara, porque é simplesmente único,
Não se mede, porque é infinitamente eterno!

Amor assim como o nosso,
Dói, machuca, fere, desespera, arranha...
Mas, tudo é sanado, cicatrizado,
Nas alegrias, nas carícias, nas vontades, 
Às vezes por nós esquecidas e que por vezes,
Não fazem mais, parte de nossas vidas.

Um amor assim como o nosso!
É como estar abraçados com a felicidade,
É viver na plenitude de cada momento,
É sonhar a cada instante,
É ocupar todos os espaços,
É levar os sentimentos, 
Além de todos os lugares e de qualquer tempo!



paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 28/06/2006
Reeditado em 29/06/2006
Código do texto: T183729

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (469930 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:55)
paulo cesar coelho

Site do Escritor