Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LUZ E A ESCURIDÃO...

Senti você se aproximar
Mas ainda me recuso a te aceitar
Não, não é tão fácil assim
Ter você perto de mim

Mil anos, dez mil anos
Talvez a própria eternidade
Senti saudade
Mas hoje não me sinto prisioneiro
Pois do mal e da angustia
Tornei-me herdeiro
E por isso, não podes me tocar

Não é indiferença
É medo de estar feio na tua presença
E não poder dizer
O quanto amo saber
Que ainda é possível compreender
Os erros de minha vida
E a saudade sofrida
Que você há de entender

Só que não podes me tocar
Não podemos nem ao menos nos amar
Teu brilho é afago à minha alma
É a pura sensação de calma

Quem sabe te encontrar um outro dia?
Desses que o Universo transforma em utopia
Ah, chorar eu posso, e você pode também
Cúmplices de um pecado antigo
Somos dois reféns

Agora vá, porque ao dar as costas
Eu vou poder te olhar
E é somente isso que tenho a fazer
Um suspiro, diz tudo
Sobre a Luz e a Escuridão
Você sabe, pois não podes me tocar

Arrancaria-me o mal e a angústia
E tentaria me salvar
Mas sou escuridão profunda
Que habita gruta fria e imunda
E que esquece a cada dia
Que ainda pode amar

Você não pode me tocar

Se ao ler, você puder entender o quanto é difícil, então és um mestre do amor, ou fada que alivia a dor!!!
O Guardião
Enviado por O Guardião em 28/06/2006
Reeditado em 17/10/2006
Código do texto: T183862
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34437 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:58)
O Guardião

Site do Escritor