Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0731 - Meu silêncio




Muitas vezes preciso do silêncio em meu corpo,
da noite, o negro, os escuros do tempo,
não abro portas até o amanhecer,
para não voltar intempestivo como o vento de verão.


Preciso sentir meus pensamentos vivos,
os pés no mesmo caminho da imaginação,
uma casa aberta, sem paredes, sem teto,
assim como meu coração completo de paixão.


Voltarei breve para este mundo de sonhos,
ficarei junto ao amor que conquistei,
deixarei minha marca gravada na alma,
como em um livro escrito com letras em ouro.


Trago nas mãos uma taça repleta de desejos,
para um brinde de prazer, uma poção de carinho,
devagar no meu silêncio, caminho a passos lentos,
até o primeiro gole, até o encontro de um grande amor.


28/06/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 28/06/2006
Código do texto: T183909
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:59)
Caio Lucas