Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VERMELHO E O NEGRO ( série poética)

I

Julien Sorel (*)

por fim, conquista Ele a posição de preceptor,
dos filhos da bela Madamme de Rênal, a Dama;
porém, Ele, Julien Sorel, nada sabe do Amor,
embora queira experimentar, deste, a chama!

(*) protagonista de 'O Vermelho e o Negro' de Stendhal

II

Cor

sim, era a cor do exército, e, do sangue: o vermelho,
todavia, havia a cor sem cor: o negro, a cor do clero;
cada objeto a sua própria imagem forma no espelho,
na roleta o negro e o vermelho; e a do Amor sincero?

III

Paixão

após esperas inúteis só a Ele ELA amaria
e, por motivos fúteis, Ele, a desdenharia;
mas, a Paixão, dos dois não se afastaria,
e, então, o negro, no vermelho avançaria!

IV

Cega

toda paixão que é cega
ao desatino se entrega;
ao Amor, puro, se nega
e, o coração desagrega.

V

Danada

ah! que outras aventuras Ele terá,
depois que largou da sua Amada?
será que a Paris, à fama chegará,
ainda que faça sua alma danada?

VI

Beldade

na biblioteca do fidalgo mecenas,
Ele, finalmente, se põe à vontade;
mal sabe que virão outras penas,
pois que o amará outra Beldade!

VII

Rien

Ela entra na sala, só, e, avistando-o, diz-lhe: Bon soir!
os circunstantes entreolham-se, e saem logo: au revoir!
Ele nota que Ela se veste com o apuro: rouge, et noir!
Ela o ama, mas ninguém deve saber,... rien peut avoir!

VIII

Relacionamento

desdenhosa, a princípio, Ela muda Seu pensar,
pois sente que, por Julien, está a se apaixonar;
que fazer pro relacionamento de ambos mudar?
Ele, desdenhoso também, terá que a enfrentar!

IX

Afeição

o Amor eleva, a paixão subleva,
e isto ocorre desde Adão e Eva;
mas, é a Luz que afasta a treva,
e na Afeição pura tudo se releva. 

X

Perdição

insanas e desequilibradoras emoções a dominam,
e ora o detesta de coração, ora o ama de paixão;
o orgulho, a soberba, a juventude, que a animam,
todos irão levar, o inconformado Sorel, à perdição!

XI

Amor

sentia esse Julien Sorel apenas o amor-vaidade,
o amor que satisfazia seu ego, e, sua ambição;
então, mui tarde, descobriu o Amor de verdade,
antes de morrer, vitimado por sua própria ação!

XII

Personagem

às vezes, a personagem reflete os estados d'alma do autor,
que a desnuda, ainda que inconscientemente, ao seu leitor;
faz aquela viver um romance infeliz, ou um drama de horror,
porque jamais entendeu, na sua Vida real, o que é o Amor


*****

pour La mienne belle Muse SELENA, GRATIA PLENA!

M. I. 'della Côte' Jr.

(POA, 2005)

------

série poética baseada no romance de Stendhal O VERMELHO E O NEGRO,
cuja resenha pode ser lida em

http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/183993
Moacir et Selena
Enviado por Moacir et Selena em 28/06/2006
Reeditado em 06/07/2006
Código do texto: T184000

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome dos autores e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moacir et Selena
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
736 textos (71196 leituras)
8 áudios (1059 audições)
5 e-livros (2339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:53)
Moacir et Selena

Site do Escritor