Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O LUGAR COMUM DO AMOR

           A ti, a mais sublime entre as sublimes
                  O LUGAR COMUM DO AMOR

Descobri por acaso
Que estou por ti
Assumidamente apaixonado

Confesso que com alguma dor
Queria-te apenas como amiga
Mas a linda amizade deu lugar ao amor

A rima foi roubada
E várias vezes utilizada
Para mim és uma estrela
E por isso
De todas a mais bela

O meu lugar preferido
Deixou de ser debaixo dum céu estrelado
Passou na minha imaginação
De estar só a passar a estar a teu lado

Que tentei em cerveja
As mágoas por não te ver afogar
Mas quando dei por ela
Estava demasiado sóbrio
Pois as mágoas tinham aprendido a nadar…

Incontáveis poemas a ti escrevi
Mais incontáveis escreverei
Pela eternidade dos sentimentos
Te amarei

Porque queria ser o colo das tuas dores
Embora nada tenha a ver com tal, e eu queria-te abrir uma bela janela
Quem me precedeu cometeu o crime de te magoar
Mas essas lágrimas
Minha linda, eu nada tenho a ver com elas

Porque, embora não acredite em tal,
Todos temos um destino
E o meu passou a ser
Querer pela noite infinita estar contigo

Pois o que me arde no peito
Arde com insustentável ardor
A imaginação já viveu melhores dias
É por isso que eu hoje apenas te escrevi este

Lugar comum do amor

Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 29/06/2006
Código do texto: T184293

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5078 textos (170360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:38)
Miguel Patrício Gomes