Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

minha clau (parte 2)

sei que fui (..............)
as vezes sequer tenho forças de escrever o que sinto
o que vivi do teu lado
sei que fui um dos maiores flagelos da tua vida
pena que você interpretou tudo a teu modo
e não viu o amor que eu tinha

perdão, você ate viu
embora sempre vê que é mais viável lembrar-se de mim
como um vilão um psicótico

queria tanto você
que acabei fazendo tudo pra te perder
embora deva confessara si mesma que a tua empáfia não ajudou em nada
só serviu pra nos machucar

talvez a mais maravilhosa das historias
talvez a mais difícil de todas as mulheres com as quais convivi
eu em sentia tão bem e tão puro ao teu lado
pena que foi uma única vez
o dia em que me senti realizado
em que vi que meus pecados todos poderiam ser perdoados

sempre te falei
por você eu desistiria de ser quem eu sou
enterrava meus sonhos mais megalomaníacos
mas de certo modo
e se esses meus sonhos não irão ajudar muitas pessoas
então você fez corretamente sua parte em me expulsar

porque eu tenho a maravilhosa impressão de nossos corpos estarem unidos
sem sequer eu ter te tocado intimamente

hoje eu te ligo, você me esnoba
dias depois eu corto minha vida
e você chora e branda em lagrimas
do modo mais tardio, covarde e “vaciloso” possível...
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 29/06/2006
Código do texto: T184704
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70529 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:37)
Rônaldy Lemos