Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERO QUE SAIBAS…

A ti, a mais sublime entre as sublimes
QUERO QUE SAIBAS…

Que não te escolhi racionalmente para amar
Foi o coração e alma
Que nos teus braços me quiseram mergulhar

Quero que saibas

Que mil sóis ardem cá dentro
Que vivências de um milhão de existências
Me lançam no abismo
E me traem a minha típica prudência

Quero que saibas

Que embora não acredite
E te tratarei sempre como amiga
Esperarei por ti até à eternidade
Ou no céu ou na terra
Pois tu és a Tal minha querida

Quero que saibas

Que choro sem chorar
Sangro sem sangrar
Escrevo e sinto por ti
Até desmaiar
De exaustão
Tal é a força da minha paixão
De tristeza
Por saber que nunca te terei
Por saber que vales a pena
Tu és parte do Deus que procuro
Tu és o amor
No qual voltei a acreditar
Ficarei para sempre só
Mas
Era a teu lado
E só a teu lado
Que eu gostava de estar
E de adormecer nesse sempre
Pois em mim
Estarás até ao infinito
Presente

Quero que saibas…

Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 02/07/2006
Código do texto: T186192

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170321 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:28)
Miguel Patrício Gomes