Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA Nº 1



Minha amada.
A janela está aberta
E você não salta por ela.
Apenas o vento
Resfria minha pele
Recoberta por uma bermuda e uma camisa.

Minha amada.
O que é o Amor senão
Oriundo do Acaso?
 
Faz-me falso
Quando descasco palavras
E devoro
O ovonéctar.
Faz-me casto
À pureza da agonia.

Tocar-te doce
Faz-me desejar Um Dia
Nesse bojo temporal
Sem raios
Sem tempestades.

Minha amada.
Pingos de chuva
E eu quente por dentro
Querendo, tendo
Estando, Minha Amada,
Seguro de que possuirei,
Terei entre as mãos
A vertigem do tato.




Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 03/07/2006
Código do texto: T186854

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6780 textos (102538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:05)