Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR PROIBIDO

                                                               


            Um destino é o soberbo momento
            O impossível se torna monumento.
            Rosas sem espinhos que ferem
            Uma emboscada para um amor

            A negativa: mão  fria da opressão
            A falta da simplicidade do beijo...
            Corpos proibidos que se desejam...
            O emudecer que faz balbúrdia.


            Pois, o amor é guerreiro rebelde.
            Violenta e manifesta a verdade
            Subjuga a vaidosa maldade
            Da a mínima para infertilidade

            Amor essência sem algemas!
            Corpos separados por sentinelas
            Mas corações estes transcendem...
            E de qualquer forma vencem.
                                                       
                                         
                                                     
                                                   
                                                     
                                                     
                                               
                                                       
                                                       

Poeta Mario Macedo de Almeida
Enviado por Poeta Mario Macedo de Almeida em 04/07/2006
Reeditado em 04/07/2006
Código do texto: T187137

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Mario Macedo de Almeida
Guarujá - São Paulo - Brasil, 55 anos
676 textos (39566 leituras)
3 áudios (248 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:19)
Poeta Mario Macedo de Almeida