Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De manhã, à luz do sol

De manhã, à luz do sol,
eu te amei
tanto, tanto
como nunca imaginei.

Éramos dois em um só,
entrelaçados,
a ouvir um canto mavioso
de um rouxinol.

Eu te amei
e julguei
que me amavas também,
e me disseste que sim
que muito querias a mim.

Meu ciúme(confesso porém)
roeu, pouco a pouco,
nossos laços
e tu cansaste de mim.

Assim, bem assim,
fiquei sem ti,
ficaste sem mim,
e, de manhã, à luz do sol,
te perdi.
Nadir de Andrade
Enviado por Nadir de Andrade em 04/07/2006
Código do texto: T187672
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir de Andrade
Barreiras - Bahia - Brasil
134 textos (6222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:02)
Nadir de Andrade