Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insonia Refletida


Vago a noite insone
em busca de algo perdido
tantos sonhos juntos
pedaços de amor vivido.

Vou agora onde dormes
de mim tu estás separado
olho teu rosto tranquilo
teu ser que viveu calado.

E tantas coisas eu penso
em como deveria ter sido
a vida envolta em brumas
pedaço resvalado, partido

E eu deixei que as coisas
ficassem como estavam
não te procurei nunca mais
e as entranhas se rebelaram.

E partiram pra luta atróz
depois de  anos tu insurreto
levantaste voo como albatroz
buscando um sonho perpétuo.

Agora vago triste  sózinha
na escuridão fria da noite
me sinto como avezinha
que da chuva leva açoite.

Minhas asas estão feridas
meus sonhos desvaneceram
refém de inúmeras partidas
onde instintos adormeceram.

Assim sentindo me quase morta
a vida que ainda teima em ser
uma represa com forte comporta
para o ressurgir de um bem querer.

Que venha de um acaso lindo
e de prata chegue vestido
que tenha um amor infindo
que seja bastante vivido.

Que me olhe com ternura
que sinta por mim tesão
que me leve à aventura
 vivendo uma grande paixão.

*********
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 04/07/2006
Código do texto: T187719
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:00)
Guida Linhares

Site do Escritor