Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM RUMO...

Houve um tempo em que parei
Nem mesmo sonhar sonhei
Escuro como o breu, meu pensamento
Figura ladeada de tormento

Nem sabia o que o futuro me guardava
Nem mesmo se lá ia chegar
Pressão em meu espírito forçava
As minhas atitudes a falhar

Mistério é ser tão forte assim
E a tudo ser capaz de suportar
Homem sufocado por erros afim
E a dívida que atormenta o meu pesar

Rogo uma luz, em minha direção
E que ela tome conta do meu ser
Mandando embora triste solidão
Não quero mais sofrer
O Guardião
Enviado por O Guardião em 05/07/2006
Reeditado em 12/09/2006
Código do texto: T188109
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
364 textos (34559 leituras)
13 áudios (2412 audições)
2 e-livros (1991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:20)
O Guardião