Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que nem mesmo a morte destrói

O mundo se abriu para mim,
As verdades, as mentiras emergiram,
Pude ver o ínicio, o meio e o fim,
Os que são, os que nunca existiram.

Entre palavras e silêncio,
Entre lágrimas e sorrisos,
Existe um labirinto imenso,
Mas pouco se sabe sobre isso.

Gotas d'agua no telhado...
Um frio intenso, um vazio;
Sinto alguém do meu lado,
Um corpo suave e macio.

Beijos e abraços, num só...
A união entre o amor e o prazer;
Muitos amores restaram apenas pó,
Nem mesmo o tempo pode desfazer.

As almas se reencontram,
Como cada amanhecer;
O antes, o agora somam,
Nem mesmo a morte pode desfazer!

Elvis Cristiano
Enviado por Elvis Cristiano em 06/07/2006
Código do texto: T188733
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elvis Cristiano
Catalão - Goiás - Brasil, 36 anos
226 textos (20669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:30)
Elvis Cristiano