Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Que Tu Amas em Mim


O que tu amas em mim, não sou eu.
Não o desassossego da insônia que cultuo
nem o verso febril que te festeja.
Não amas a inquietude das marés
nos meus olhos que te buscam
nem o ímpeto da rosa na boca que te beija.

Não amas o universo em que transito,
fronteira entre a loucura e a palavra...
Sou metáfora de mim na leitura que me fazes.
Tu não amas a antítese em que vivo:
Lírio e fogo conjugados
no que sou de pastor e guerrilheiro...

Tu não amas a minha ira de setembro
que se insurge indefensável
na florada da roseira.
Nem amas em mim o que padece
na infância abortada sob o teto das marquises.
Eu sou um pleonasmo rebelado de amor.

Tu amas em mim a tua imagem
que me encanta com o pão de cada beijo
e grita primaveras nos meus olhos.
A louca utopia que cultuo
de inaugurar contigo
uma nova humanidade.

O que tu amas em mim é teu sinônimo.
A outra que te tornas nos meus braços,
a que chega com flores e bandeiras.
O que tu amas em mim, desconsolada,
é a possibilidade luminosa
de fundarmos a esperança.

Tu não amas em mim a realidade
mas o objeto do sonho que cultivo
do abstrato no concreto...
O que tu amas em mim não sou eu:
O que tu amas em mim é o reflexo
da tua luz brilhando em nós.






Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 07/07/2006
Código do texto: T189434

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83369 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 21:57)
Vaine Darde